Canonical lança Ubuntu 18.10 “Cosmic Cuttlefish”

Screenshot.png

 

Abril e Outubro são meses sinónimos de novas versões de uma das mais populares distribuições de Linux - o Ubuntu e seguindo o calendário está já disponível a mais recente versão deste sistema operativo - o 18.10 "Cosmic Cuttlefish" com as habituais melhorias e actualizações no software disponibilizado, terá suporte até Julho de 2019, para quem pretende um suporte mais alargado deve optar pela versão de Abril 18.04 LTS "Bionic Beaver" que irá receber actualizações até Abril de 2023.

 

O Ubuntu 18.10 inclui o mais recente Linux Kernel 4.18 e tem como principais novidades o foco no desenvolvimento em ambientes virtuais, em software para IA, um novo tema desenvolvido pela comunidade - o Yaru, uma melhor integração do pacotes snap que actualmente já têm mais de 4k applicações disponíveis para mais de 40 distros Linux.

 

Destaque ainda para a utilização do GNOME 3.30, o mais recente Firefox 63, o LibreOffice 6.1.2, o suporte do GNOME Disks a partições cifradas com o VeraCrypt e ainda para computadores que tenham sensores de impressões digitais o desbloqueio através desse método.

 

Para mais detalhes nada como consultar as release notes do Cosmic Cuttlefish, como habitual existem outras opções além do GNOME, nomeadamente: Ubuntu Budgie, Kubuntu, Lubuntu, Ubuntu Kylin, Ubuntu MATE, Ubuntu Studio e o Xubuntu também já disponíveis na versão 18.10.

 

É uma opção recomendada instalar este sistema operativo que tem vindo a melhorar imenso e poderá ser uma boa opção para desktops, laptops e servidores, é gratuito e ofereçe possibilidades ilimitadas na sua utilização.

 

Ubuntu 18.10:Multi-cloud,new desktop theme & enhanced snap integration ]

 

Google apresenta Pixel 3 / 3 XL, Pixel Slate e Home Hub

 

A Google acaba de apresentar novidades no seu portefólio de hardware num evento realizado hoje em New York com a apresentação da terceira geração dos smartphones Pixel nas versões Pixel 3 e Pixel 3 XL respectivamente com ecrãs de 5,5" (~ 14cm) sem notch e de 6,3" (~ 16 cm) com notch, um novo tablet híbrido - o Pixel Slate com um Chrome OS mais refinado e potente para as mais variadas aplicações que pode ser completado com o Slate Keyboard e a Pixelbook Pen.

 

Para o ambiente doméstico a Google reforçou-se também nos equipamentos para a casa com a introdução do Home Hub que junta o Google Assistant com um ecrã e assim além dos comandos/respostas de voz é possível também aceder a informação visualmente, por questões de segurança e privacidade o novo Home Hub não inclui câmara, apenas os habituais microfones tal como já acontece nos restantes equipamentos Google Home, por fim chega também a terceira geração do Google Chromecast.

 

Nenhum destes equipamentos anunciados estará para já disponível directamente na loja da Google em Portugal, mas como referência os preços anunciados para os E.U.A. começam nos $800 e $900 para o Pixel 3 e 3 XL, $600 para o Pixel Slate (com o Slate Keyboard a $200 e a Pixelbook Pen a $100), $149 para o Home Hub e finalmente o Chromecast que mantém o preço nos $35 (€39 na área do euro) tendo a Google prometido disponibilidade em mais mercados no próximo ano...

 

Google hardware. Designed to work better together. ]

 

Wi-Fi Alliance apresenta Wi-Fi 6 (a.k.a. 802.11ax)

Wi-Fi_4_high-res.png Wi-Fi_5_high-res.png Wi-Fi_6_high-res.png

 

A Wi-Fi Alliance anunciou uma nova designação para o próximo protocolo a utilizar nas redes wireless, até agora a identificação era feita pela especificação IEEE 802.11 seguida da identificação do protocolo, sendo os mais conhecidos o 802.11g introduzido em 2003, o 802.11n em 2009 e o 802.11ac em 2013.

 

Assim e para facilitar a identificação do protocolo utilizado será apenas utilizada a designação WiFi 6 para a próxima geração, até agora identificada por 802.11ax, desta forma qualquer utilizador, mesmo os menos informados em tecnologia poderão identificar mais facilmente o suporte dos seus equipamentos às redes Wi-Fi e assim saber se conseguirão mais velocidade e ou alcance consoante a versão.

 

A versão WiFi 6 têm a sua razão de ser e corresponde à evolução desde o início dos protocolos utilizados nas redes wireless, sendo que as gerações anteriores podem também adoptar idênticas designações: WiFi 5 para equipamentos que suportem a tecnologia 802.11ac e WiFi 4 para os 802.11n.

 

O novo WiFi 6 como em qualquer iteração trará melhorias nas redes sem fios de forma a garantir mais velocidade e optimizações à sua utilização, o destaque vai para o Orthogonal Frequency Division Multiple Access (OFDMA) em vez do Orthogonal Frequency Division Multiplexing (OFDM) utilizado nas gerações anteriores, que vai permitir subdividir o canal de WiFi em frequências mais pequenas e permitir transferir em paralelo para múltiplos utilizadores em simultâneo.

 

Na modulação do sinal vão também existir melhorias com o WiFi 6 a suportar o 1024 Quadrature Amplitude Modulation (1024-QAM) em comparação com o WiFi 5 que suporta apenas até 256-QAM, isto permitirá aumentar as velocidades de navegação pelo menos a curta distância.

 

Os equipamentos com esta nova norma devem começar a chegar ao mercado já no próximo ano, altura em que se deverá começar também a ver as novas designações do wireless quer para novos equipamentos quer para os que suportem WiFi 4 ou WiFi 5.

 

Wi-Fi_Generations.png

Generational_Wi-Fi.png

 

Wi-Fi Alliance® introduces Wi-Fi 6 ]