Google Keep já permite a partilha de notas entre contactos

Google Keep Share 1.pngGoogle Keep Share 2.pngGoogle Keep Share 3.png

  A aplicação de notas Google Keep que permite guardar simples notas ou listas e adicionar-lhes lembretes ou imagens acaba de ganhar mais algumas funções que a vêm tornar mais prática e completa para o dia a dia.   A primeira novidade introduzida é a possibilidade de partilhar notas e ou listas com os nossos contactos de forma simples e evitando assim por exemplo recorrer a curtas chamadas ou mensagens para pequenas ou grandes tarefas em conjunto.   E não fosse um dos pontos fortes do Google a pesquisa, o Google Keep ganha uma melhor forma de procurar por notas através de vários filtros disponíveis como por exemplo por cor, se tem lembrete, se é uma lista, tem imagens ou notas áudio.   O Keep é uma ferramenta simples mas eficaz para manter dados organizados, está disponível na Google Play Store, directamente na web em https://keep.google.com/ ou ainda como extensão para o Google Chome.   [ Google Keep: Share ideas with friends and family ]

YouTube aposta na música com o Music Key

O YouTube é a maior plataforma de vídeos na Internet e desde cedo que um dos temas que mais tem gerado visualizações são os que incluem música, a parceria com a VEVO tem colocado uma lista interminável de videoclips de várias músicas na plataforma e agora o YouTube apresenta algumas alterações que vêm dar ainda mais importância à música.   Assim a partir de hoje o YouTube ganha uma secção dedicada à musica quer na versão web quer para os sistemas Android e iOS que além de mostrar os favoritos do utilizador mostra também recomendações com base nos gostos de cada um.   Fica também mais simples encontrar toda a discografia de um artista e tocar um álbum completo em alta qualidade sem perder tempo à procura de cada música individualmente e finalmente o YouTube passa a ter um serviço de subscrição permitindo ouvir música sem publicidade e mesmo sem uma ligação à Internet promocionalmente nesta fase inicial por $8/mês sendo que adesões posteriores terão já um custo de $10 mensais (tal como aconteceu com o Google Play Music All Access).   Este novo serviço ainda se encontra em fase beta e acessível apenas por convite que pode ser requisitado no site https://youtube.com/musickey mas promete estar à altura da forte concorrência dos serviços actualmente disponíveis.   [ Music on YouTube that hits the right note ]

Chromecast Review

Depois de uma longa espera (15 dias úteis!) chegou finalmente o Chromecast e segue aqui uma mini review ao gadget do Google que foi lançado faz agora 1 ano. O Chromecast permite ver de forma simples em qualquer televisão vários conteúdos a partir de um computador, tablet ou smartphone, está disponível por €35 na Play Store a par de outros equipamentos e acessórios “made by Google”. O Chromecast é um pequeno equipamento com 7,2 x 3,5 x 1,2 cm e 34 g de peso com uma interface HDMI para ligar a uma televisão e fazer “cast” de conteúdos vários como música, vídeo e imagens, é alimentado por USB que pode ser directamente ligado à televisão se esta tiver a respectiva entrada ou a uma tomada através do transformador incluído, vem também um extensor HDMI que pode ajudar a melhorar a posição do Chromecast. Suporta redes Wi-Fi  802.11b/g/n (apenas 2.4GHz) e as actualizações são feitas automaticamente OTA sem complicações, quando não está a transmitir o Chromecast apresenta fotografias de qualidade do Google+ (desta página) e ainda algumas informações úteis como a hora, o nome dado ao Chromecast e a força do sinal da rede wireless à qual está ligado. A sua configuração não podia ser mais simples, é ligar à televisão e à rede wireless respectiva e está pronto a funcionar, o processo pode ser feito a partir de uma extensão para o Google Chrome disponível na Chrome Web Store aqui ou da aplicação para Android ou iOS nas respectivas lojas de aplicações, uma lista das aplicações que suportam o Chromecast de forma nativa está disponível nesta página. É um gadget barato e com muito potencial, embora em Portugal algumas aplicações não estejam disponíveis como o Netflix, o HBO GO ou o Hulu Plus, para um óptimo desempenho é necessário hardware capaz de fazer o processamento (ver mais aqui) principalmente em alta qualidade e de uma boa ligação Wi-Fi.