Facebook anuncia a construção do seu 10º centro de dados nos EUA

 

O Facebook anunciou a construção de mais um centro de dados próprio, o décimo no seu portefólio e que ficará localizado na cidade de New Albany no estado do Ohio na costa este dos E.U.A.

 

Com um número de utilizadores activos no Facebook a ultrapassar os 2 mil milhões aos quais se juntam cerca de 1,2 mil milhões activos em cada uma das plataformas de messaging, o Facebook Messenger e o WhatsApp e ainda aproximadamente 600 milhões no Instagram não é de admirar a necessidade do Facebook investir nestas infra-estruturas, fundamentais para o processamento e armazenamento de um enorme volume de dados.

 

Mas manter em operação centros de dados 24 horas por dia requer muita energia para os equipamentos informáticos e de climatização, ainda assim o Facebook e tal como já faz com os centros actualmente em operação vai apostar apenas em energia renovável e seguir as normas do Open Compute Project, tendo em vista a uma óptima utilização de recursos para uma máxima eficiência.

 

A abertura do datacenter em New Albany está prevista para 2019, altura em que se juntará aos centros em Altoona, Clonee (na Irlanda), Forest City, Fort Worth, Los Lunas, Luleå (na Suécia), Odense (na Dinamarca), Papillion e Prineville, sendo que novos datacenters poderão ser anunciados até lá...

 

Hello, New Albany! ]

Firefox 54 “The Best Firefox Ever”

Mozilla Firefox RAM Comparison.png

 

A Mozilla acaba de lançar a mais recente versão do seu web browser, o Firefox 54, com algumas novidades interessantes e que promete dar um novo ânimo, algo necessário para fazer frente à concorrência e manter-se como um dos melhores navegadores para a Internet.

 

O Firefox foi o primeiro web browser a fazer frente ao Internet Explorer (IE) numa altura em que este dominava largamente, mas que ultimamente tinha perdido alguma expressão com o aparecimento do bem sucedido Google Chrome e até mesmo do crescimento do Safari da Apple, mas agora a Mozilla com esta nova versão e as seguintes irá introduzir argumentos para ganhar novamente quota num mercado extremamente competitivo.

 

Um dos problemas agora resolvido e que fez com que muitos utilizadores abandonassem a plataforma era o consumo excessivo de memória a par de correr apenas num processo o que o tornava pouco eficiente, bastando uma tab bloquear para que todas as outras fossem afectadas, no limite o próprio browser ficava inutilizado, a partir desta versão 54 o Firefox vai dividir as várias tabs por processos diferentes até um máximo de quatro (projecto "Electrolysis" ou E10S).

 

Ainda segundo a Mozilla o Firefox consome menos RAM que os seus adversário mais directos: Google Chrome e Safari em sistemas Windows, macOS e Linux, para conhecer todas as melhorias e novidades o melhor é consultar as release notes,  outro projecto que está a ser trabalhado e testado e que melhorará a performace é o Quantum que será incluído até ao final do ano no Firefox.

 

Se são utilizadores "fiéis e resistentes" do Firefox está na hora de actualizar para começar a tirar partido das novidades, se utilizam o Chrome ou Safari valerá a pena testar este novo Firefox, quer estejam em ambiente Windows, macOS, Linux e mesmo em Android.

 

E falando de web browsers fica o conselho, actualmente o tracking na navegação web está sempre presente pelo que a utilização de um filtro/bloqueador é fundamental para uma navegação tranquila, segura e sem uma demasiada invasão de privacidade, como por exemplo o AdBlock, o Ghostery, o Privacy Badger ou o uBlock / uBlock Origin.

 

The Best Firefox Ever ]

WhatsApp ativa end-to-end encryption para todos os utilizadores

Logo WhatsApp.jpg

 

Num mundo pós WikiLeaks e pós Snowden a segurança da informação é um dos mais importantes temas na vida das pessoas e não deve ser descurada por ninguém dado o valor que representa e que deve manter-se inabalável, a pensar nesta premissa os fundadores do WhatsApp anunciaram que todas as comunicações através da sua aplicação serão seguras por omissão, isto é cifradas end-to-end, assim qualquer mensagem, chamada ou ficheiro partilhado só será acessível pelos devidos intervenientes incluindo conversas de grupo.

 

Sendo o WhatsApp uma das mais utilizadas aplicações de instant messaging que resultou na sua compra por parte do Facebook em 2014, mostrar esta preocupação em garantir a segurança dos seus utilizadores será certamente um grande trunfo em relação a outros concorrentes, da parte dos utilizadores bastará utilizarem a mais recente versão da aplicação em qualquer um das plataformas suportadas e esta funcionalidade estará disponível de forma transparente pelo que nem mesmo o WhatsApp terá acesso aos dados.

 

A página WhatsApp Security (pdf) explica em melhor detalhe todo o processo que garante a protecção e privacidade das comunicações entre os utilizadores, todo o processo é automático o que facilita a sua utilização sem recorrer a difíceis opções ou conhecimentos mais técnicos, é igualmente fácil verificar se se encontra activada a opção bastando verificar nos detalhes do contacto ou grupo o respectivo icon.

 

end-to-end encryption ]