FCT inaugura MACC – Minho Advanced Computing Centre

MACC.jpg

 

A FCT - Fundação para a Ciência e a Tecnologia inaugurou o primeiro supercomputador a operar em Portugal, na vila de Riba de Ave no distrito de Braga, localizado no datacenter da REN - Redes Energéticas Nacionais e que fará parte do MACC - Minho Advanced Computing Centre.

 

O supercomputador "BOB" como será designado insere-se no âmbito da Iniciativa Nacional Competências Digitais (INCoDE.2030) e vem dotar Portugal de uma valência inexistente até então, que permitirá reforçar a Rede Ibérica de Computação Avançada (RICA) e a participação no EuroHPC - European High Performance Computing.

 

Esta nova super máquina será alimentada maioritariamente por energia de fontes renováveis e é composta por 800 nós de computação, uma memória de 266 TB, 1 PB de armazenamento e 1 PFlop/s (10¹⁵ Floating Point Operations per second) de performance de cálculo, uma capacidade de relevo que ajudará no estudo e análise de dados para as mais variadas áreas que podem tirar partido destes recursos.

 

A instalação deste supercomputador dá-se de uma parceria entre a FCT, a Universidade do Minho e a Universidade do Texas em Austin nos E.U.A., além do "BOB" está já prevista a instalação de um segundo supercomputador designado "Deucalion", com 10 PFlop/s de performance até ao final de 2020 com o apoio da Comissão Europeia, reforçando assim a capacidade de computação do MACC.

 

Embora os números destas super máquinas já surpreendam neste momento o supercomputador mais potente da lista TOP500, o "Summit" instalado num laboratório nos E.U.A. atinge uma capacidade de 200 PFlop/s.

 

Inauguração do MACC - Minho Advanced Computing Centre ]

 

Supercomputador Summit torna-se o mais rápido do Mundo com 200 PFLOPS

IBM Summit.jpg

 

A lista dos supercomputadores mais potentes do Mundo tem um novo número 1, o Summit, instalado no Oak Ridge National Laboratory nos E.U.A. e gerido pelo Departamento de Energia, o novo super computador vem destronar a posição cimeira do Sunway TaihuLight instalado na cidade de Wuxi na China e até agora o número 1 da lista TOP500.

 

O novo super computador Summit foi desenvolvido pela IBM e conta com uma arquitectura híbrida com CPU IBM POWER9 (22-cores) e GPU NVIDIA TESLA V100 (640 Tensor cores + 5120 CUDA cores) utilizando a micro-arquitectura Volta, será constituído por 4608 servidores, cada um com 2 CPU e 6 GPU com uma capacidade de 49 teraFLOPS (TFLOPS), no total contará com 9216 CPU e 27648 GPU o que permitirá a capacidade total do sistema chegar aos 200 petaFLOPS (PFLOPS).

 

São números de elevada grandeza que impressionam mas não se ficam por aqui, destaque ainda para a memória total superior a 10 PB, a capacidade de armazenamento a chegar aos 250 PB e energia consumida de 13 MW, toda esta capacidade do Summit será utilizada para os mais variados fins científicos permitindo obter resultados mais rapidamente e resolver problemas actuais para um futuro melhor.

 

Como última curiosidade o sistema operativo será o Red Hat Enterprise Linux (RHEL), para conhecer ainda mais em detalhe este novo sistema nada como passar na página dedicada em https://www.olcf.ornl.gov/summit/, e não deverá demorar muito tempo até que um novo super computador apareça para destronar o Summit.

 

SUMMIT_NODE.png

 

Notas: FLOPS = Floating-Point Operations Per Second, 1 tera- = 1012 , 1 peta- = 1015

 

ORNL Launches Summit Supercomputer | TOP500 Supercomputer Sites ]