Google apresenta o Android 8.0 Oreo

 

A Google aproveitou o eclipse total do Sol neste 21 de Agosto (parcial em Portugal) para anunciar a mais recente versão do seu sistema operativo Android, que chega assim à sua oitava versão e recebe o code name Oreo, nome muito aguardado pelos entusiastas da plataforma e que vai assim pela segunda vez para uma marca mundialmente conhecida depois da versão 4.4 KitKat em 2013.

 

O novo Android vem trazer algumas novidades e melhorias esperadas à plataforma e irá ser disponibilizado numa primeira fase aos equipamentos Pixel, Pixel XL, Pixel C, Nexus 5X, Nexus 6P e ainda ao Nexus Player, onde irá optimizar o tempo de arranque (boot) tornando-o até 2x mais rápido e com um melhor controlo das aplicações a correr em background, que em conjunto com outras optimizações garantirá um aumento na autonomia.

 

Outra das novidades aguardadas é o preenchimento automático de credenciais nas aplicações, facilitando assim a sua utilização e tornando-a mais rápida sem ter de preencher os campos manualmente ou utilizando aplicações de terceiros, a função picture-in-picture passa a estar disponível também no Android 8.0 permitindo a utilização de 2 aplicações em simultâneo, mais prática que a função de dividir o ecrã em duas partes disponível no Android Nougat.

 

As notificações foram também alvo de melhorias e os icons das apps passam a dispor de Notification Dots, que com um toque mostram directamente a notificação permitindo abrir ou limpar sem ter de aceder à lista de notificações na barra de topo, para os entusiastas de emojis o Android Oreo traz também o Unicode 10.0 que inclui mais 60 emojis a juntar à lista já considerável disponível na versão anterior.

 

Até ao final do ano e em equipamentos mais recentes (< 2 anos) de marcas como a HTC, Huawei, LG, Motorola, Samsung e Sony serão actualizados para o Android 8.0 Oreo.

 

Android – 8.0 Oreo ]

Google apresenta Android Wear 2.0 com LG Watch Style & Sport

A Google continua empenhada em melhorar a sua plataforma destinada a wearables, disponível para relógios e nesse sentido apresenta agora a segunda versão do software baseado em Android para os smartwatches, o Android Wear 2.0 que promete tornar a sua utilização mais facilitada e simples para os utilizadores, e como parceira no lançamento está a LG que lança dois relógios já com a nova versão, que chegará também a mais alguns equipamentos em breve.

 

...

 

Como parceira de lançamento está a LG, com dois novos relógios, o LG Watch Style e o LG Watch Sport, ambas as versões vêm equipadas com um botão rotativo lateral que permite uma navegação optimizada pelas opções do Android Wear e a utilização do Google Assistant, sendo a versão Style a mais simples e minimalista que permite a troca de braceletes de forma fácil ao contrário da versão Sport onde tal não é possível, também em termos de sensores apenas a versão mais desportiva inclui NFC para o Android Pay, sensor de GPS e de frequência cardíaca.

 

Assim a versão Style (W270) vêm com um ecrã circular de 1,2" (aprox. 3 cm) e resolução de 360 x 360 pixels, chipset Qualcomm Snapdragon Wear 2100, 512 MB de RAM e 4GB de memória interna, uma bateria de 240mAh e protecção contra água e pó, com certificação IP67.

 

A versão Sport (W280A) vêm equipada com um ecrã de 1,38" (aprox. 3,5 cm) e uma resolução de 480 x 480 pixels, o mesmo chipset mas com suporte a redes 4G LTE, 768 MB de RAM e a mesma capacidade de memória interna, uma bateria de 430 mAh e protecção extra contra água e pó através da certificação IP68.

 

Os novos smartwatches começam a ser vendidos nos E.U.A. já a partir de sexta-feira (10/2) através da Google Store e de algumas operadoras móveis de telecomunicações, sendo as vendas alargadas posteriormente ao Canadá, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Coreia do Sul, Taiwan, Emirados Árabes Unidos e Reino Unido.

 

 

[ Android Wear 2.0: Make the most of every minute ]

Evento Made by Google

 

O aguardado evento da Google com o slogan "Made by Google" decorreu hoje em São Francisco e depois de vários leaks sobre as novidades que seriam apresentadas hoje confirmaram-se todas, sendo a primeira vez que a Google aposta em força em hardware e marca própria.

 

Resumindo as novidades, a Google apresentou os seus smartphones sobre a marca Pixel, utilizada inicialmente no seu Chromebook Pixel e mais recentemente no seu tablet Pixel C e deixando assim a gama Nexus que ajudou bastante a evoluir o mercado de equipamentos Android, os novos smartphones vêm em dois tamanhos de ecrãs AMOLED, com 5" (1080p) e 5,5" (1440p), aproximadamente 12,7 e 14 cm, sendo a versão de maior dimensão designada de XL, em termos de dimensão o Pixel medirá aprox. 144 x 70 x 8,5 mm e a versão XL aprox. 155 x 76 x 8,5 mm, as baterias terão uma capacidade de 2770 e 3450 mAh respectivamente.

 

Comum a ambos os equipamentos será o CPU, um Snapdragon 821 quad-core com dois núcleos a 2.15 GHz e os outros dois a 1.6 GHz, 4 GB de memória RAM e memória interna de 32 ou 128 GB, as câmaras mereceram destaque na apresentação sendo a principal considerada a melhor em smartphones na actualidade, com 12 MP (vídeo até 2160p) e 8 MP (vídeo até 1080p) ambas prometem excelentes resultados mesmo em condições difíceis, ambos terão também o Google Assistant integrado no próprio sistema em vez de apenas através da aplicação Allo.  

 

Chegarão brevemente a vários mercados através da Play Store e alguns operadores, tendo sido anunciado o preço de $649 nos E.U.A., pelo que na Europa deverá ser lançado no intervalo entre os €600 e €700, nas cores estarão disponível três opções: Quite Black, Very Silver e uma edição limitada Really Blue.

 

Outra das novidades apresentadas foram os seus óculos de realidade virtual (VR) sendo os Pixel os primeiros smartphones preparados para utilizar em conjunto com este kit que incluí um comando tornando a interacção no ambiente virtual mais rica, quer seja a ver vídeos de 360º ou em jogos a experiência será mesmo imersiva.

 

E além do mercado móvel a Google aposta também no mercado residencial, com três novidades para a casa, o Google Home, o Google Wifi e uma versão renovada do bem sucedido Chromecast.   

 

O Google Home pretende ser um assistente comandado por voz e que pode interagir de múltiplas formas sempre através de linguagem natural, recorrendo ao Google Assistant é possível ouvir música, perguntar as mais variadas dúvidas ou obter informação sobre eventos ou o estado do tempo e do trânsito, sendo que com o passar do tempo se torna mais personalizado e eficaz na informação disponibilizada.

 

E tendo o mercado móvel ganho uma posição dominante através dos smartphones e tablets uma boa ligação à Internet é fundamental para tirar o melhor partido dos dispositivos Wi-Fi, neste campo a Google já tinha apostado nos seus router On Hub com a TP-LINK e a Asus mas vem agora reforçar a sua aposta com o Google Wifi, um pequeno equipamento que pode ser emparelhado com até 3 unidades para criar uma rede wireless que cubra sem problemas qualquer casa até 400 m2, sendo a gestão simplificada através de uma aplicação tal como acontece com os On Hub.

 

Finalmente uma aposta no streaming com o novo Chromecast Ultra com suporte a conteúdo 4K e HDR mantém o formato do Chromecast mas agora com suporte a vídeo Ultra HD e incluí ainda uma porta Ethernet. 

 

[ Made by Google ]